Menu

Na Cozinha

Entre várias receitas de pão de queijo de frigideira fit que encontrei na internet e depois de aprimorar melhor ela para o meu gosto, cheguei num resultado que gosto muito e faz com que eu substitua o pão diariamente pela manhã.

Receitinha rápida, suuuper fácil e o melhor glúten e lactose free!

Ingredientes:

 1 Ovo
2 Col. de sobremesa de Polvilho Azedo
4 Col. de Cottage Lac Free

Preparo:

Bata o ovo, o polvilho e duas colheres de cottage na mão ou no mixer, eu bato na mão mesmo. Coloque na frigedeira untada com manteiga ghee, azeite de oliva ou sem nada se ela for antiaderente. Faça como se fosse um omelete dourando os dois lados da massa. Recheie com o restante do cottage e sirve aberto ou dobrado ao meio.

Viu? Rápido e super prático de fazer. Fica uma delícia! Para deixá-lo ainda mais proteíco, use uma colher de sopa de chia! 

Com a chegada da semana de maior 'jacada' do ano (ao menos pra mim que sou uma formigona assumida!), chega também a preocupação com a saúde de me manter no foco mas aproveitar as delícias das festas de final de ano em família! Principalmente para quem é vegetariano como eu ou tem alguma restrição alimentar é difícil fazer boas escolhas.

Por isso, para dar uma ideia de ceia natalina mais saudável e leve, separei aqui algumas receitas de jantar vegetariano, equilibrado e saboroso com opções sem glúten!

TORTA DE PALMITO

Para a Massa

1 e 1/2 xíc. de farinha de arroz
1/2 xíc. de amido de milho
1 ovo
1 col. de chá de sal
3 col. de sopa de manteiga gelada (ou pode ser com a margarina Becel)
3 col. de sopa de água gelada

Preparo: Misture tudo com a mão, faça uma bola de massa e enrole em plástico filme. Leve à geladeira por 20 minutos.

Recheio

1 colher (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de margarina
1 cebola picada
1 tomate sem pele e sem sementes picado
1 lata de milho verde
1 vidro de palmito
1/2 xícara (chá) de azeitona verde picada
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 xícara (chá) de leite sem lactose
2 colheres (sopa) de salsa picada
1 xícara de brócolis cortado em pedaços menores
2 colheres (sopa) de parmesão ralado ou queijo lac free em cubos

Preparo:

Em uma panela, refogue a cebola e o tomate. Junte o milho verde escorrido, o palmito cortado em cubos, o brócolis e a azeitona. Refogue por cinco minutos. Dissolva o amido de milho no leite e acrescente ao refogado, mexendo bem. Por último, adicione a salsa. Espere a mistura esfriar.

Montagem:

Forre uma forma de aro removível de 25 cm de diâmetro com a massa. Recheie e leve ao forno em temperatura média por 20 minutos ou até dourar. Retire do forno e, se preferir, salpique parmesão ralado.

ALCACHOFRA RECHEADA

Ingredientes

6 alcachofras grandes
1 xícara de suco de limão
1 xícara de creme de leite sem lactose
4 col. de sopa de leite lac free
amido de milho caso precise engrossar o creme
3 colheres (sopa) de salsinha picada
3/4 de xícara de parmesão ralado ou queijo lac free em cubos
3 colheres (sopa) de azeitonas verdes picadas
1 cebola cortada em cubinhos
2 dentes de alho amassados
1 tomate cortado em cubinhos
3 col. de sopa de azeite para refogar
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo:

Lave as alcachofras e descarte as folhas externas. Corte os cabos, acerte as pontas e deixe as alcachofras de molho em água com suco de limão enquanto prepara o recheio. Em uma panela refogue a cebola, alho e tomate. Adicione as azeitonas picadas, salsinha e acerte o sal e a pimenta do reino. Acrescente o parmesão ou substituto e o creme de leite. Se precisar engrossar o creme, dissolva o amido no leite e acrescente à mistura. Retire as alcachofras da água e bata-as de cabeça para baixo para que abram as folhas e escorra o excesso de água. Para cozinhar as alcachofras antes de serem rechadas e gratinadas: Acomode as alcachofras em uma panela de modo que elas fiquem viradas com o centro para cima. Acrescente água até a metade da panela e salpique com sal e pimenta-do-reino a gosto. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo até que, ao puxar uma folha de alcachofra, ela solte com facilidade. Escorra-as e as acomode em refratário. Coloque o recheio na parte central e abra bem as folhas laterais para distribuir o recheio. Salpique parmesão e deixe no forno até gratinar o recheio.

FAROFA COM CASTANHAS

Ingredientes

30 g de uva-passa preta
30 g de uva-passa branca
50 g de damascos secos picados
60 g de nozes picadas
60 g de castanhas-do-pará
60 g de castanhas de caju picadas
2 1/2 xícaras de farofa pronta
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
salsinha picada a gosto
sal e pimenta a gosto
1 pitada de noz moscada

Preparo

Em uma tigela pequena coloque a uva-passa (preta e branca). Em uma panela, aqueça o azeite, acrescente a uva-passa já hidratada, o damasco, as nozes, as castanhas e a farofa pronta e mexa bem. Adicione a cebolinha, a canela e a noz-moscada e mexa. Retire do fogo, coloque em uma tigela e sirva.

SALADA COLORIDA

Ingredientes

2 cenouras grandes raladas
1 abobrinha cortada em tiras
2 talos de salsão em tiras
1/2 pimentão verde em tiras finas
1/2 pimentão vermelho em tiras finas
1 colher (sopa) de azeite
Maionese tradicional ou maionese de abacate que tem receita aqui a gosto
Sal a gosto
Sementes de girassol para polvilhar

Preparo

Junte em um recipiente, as cenouras, o salsão e os pimentões. Adicione o azeite e a maionese vegetal, tempere com sal a gosto, misture e leve à geladeira por meia hora. Coloque em uma saladeira e sirva.

TORTA DE MORANGO

Massa 

1 xícara (chá) de margarina 
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo ou de arroz de preferir uma versão sem glúten
1/2 xícara (chá) de maisena 
1 gema 
1 colher (sopa) de açúcar 

Creme 

1 lata de leite condensado 
2 xícaras (chá) de leite sem lactose
2 gemas 
2 colheres (sopa) de maisena

Cobertura 

1 1/2 caixa de morango 
1 caixa de gelatina de morango

Modo de preparo

Misture os ingredientes da massa com os dedos até ficar homogêneo. Deixe descansar por 15 minutos coberta com filme plástico. Forre uma forma de aro removível com a massa, fure com um garfo e leve ao forno médio até que doure. Bata os ingredientes do creme no liquidificador e leve ao fogo até engrossar. Dissolva a gelatina em 1/2 xícara (chá) de água fervente e leve à geladeira até ficar com consistência de clara de ovo. Sobre a massa espalhe o creme, distribua os morangos e, sobre eles, a gelatina. Leve à geladeira por 15 minutos.

Gostaram?! Receitas simples, práticas e que podem ser opções mais leves e saudáveis para sua família!

Até o fim da semana a fanpage do blog estará cheia de dicas para a noite de Natal! Curta!

:*

É, parece que o frio chegou de vez e pra ficar aqui no sul do país... E tem coisa mais reconfortante que uma lareira e uma boa taça de vinho para curtir o friozinho?! Se você aprecia degustar bons vinhos este post é para você!

Há alguns meses conheci a Vinitude Clube dos Vinhos. Trata-se de um clube para apreciadores de vinhos que entrega mensalmente na sua casa a quantidade de vinhos que você escolher, sem custo de frete, em qualquer lugar do Brasil, com todo conforto e comodidade. Os vinhos são selecionados por especialistas que prezam por terroirs autênticos, cheios de "personalidade", produzidos por vinícolas que optam pela qualidade e não pela quantidade. 

"Neste clube você não receberá um vinho industrial, engarrafado aos milhões, mas chegarão em sua casa vinhos elaborados com muito cuidado e dedicação extrema, de vinícolas que abdicaram da produção comercial em larga escala para garantir vinhos de qualidade e personalidade, e por consequência, possibilitar a você uma experiência de degustação inigualável".

Além dos melhores vinhos pelo seu investimento, eles tem uma Revista de Vinhos on-line com dicas de harmonização, vantagens e privilégios exclusivos para assinantes. 

Recebi a seleção de Maio com dois vinhos interessantíssimos italianos, o Nero d'Avola originário da Sicilia e o La Marchesana de Salento.

Para saber mais informações de como funciona, acesse: https://www.clubedosvinhos.com.br 

Há algumas semanas fiz um curso que minha nutri Gabriela Ambrósio Zanoni, que vocês já ouviram falar e muito por aqui, organizou aqui em Garopaba/SC de 'Gastronomia Funcional' com o Nutrichef André Luiz de Florianópolis. André tem um blog super legal com diversas dicas e receitas top. Nutricionista e Chef, é conhecido por ministrar cursos na área com diversos temas como: Detox, dia-a-dia funcional, festa infantil, delícias de inverno, happy hour, gastronomia funcional, churrasco funcional e por aí vai! 

Adorei, uma verdadeira aula de gastronomia, sabores e saúde! E como é bom participar deste tipo de evento para sair do arroz com feijão do dia-a-dia e continuar motivada à pesquisar novas receitas saudáveis e se manter na linha. 

Aprendemos várias receitas e curiosidades no curso, entre elas: 
-Biomassa de banana verde orgânica;
- Como fazer leite de amêndoas;
- Molho pesto detox;
- Canelone de berinjela recheada ao molho pesto;
- Maionese de abacate; (que você nunca diz que é de abacate!)
- Almôndegas vegana;
- Tomates confitados;
- Risoto de Frango;
- Trufas #zeroaçúcar;

Já fiz algumas em casa e a almôndega com maionese de abacate foi a cãmpea por ser vegetariana, prática e super fácil!

Receita Almôndega Vegana

Ingredientes:
1 xíc. de quinoa cozida
2 xíc. de grão de bico cozido na forma de purê
1 cenoura pequena ralada com o ralador mais fino
1/2 cebola roxa picada
1/2 xíc. de tempero verde
3 colheres de sopa de alecrim ou tomilho
Sal marinho a gosto
Pimenta do reino a gosto
1 col. de sopa de gel de chia
1 col. de sobremesa de açafrão
Para enrolar: 1 col. de azeite de oliva.

Preparo

Deixe o grão de bico de molho por no mínimo 8 horas, trocando a água sempre que possível. Cozinhe na panela de pressão por 20 minutos ou em panela normal até chegar ao ponto de feijão. Passe no mixer ou esmague até o ponto de purê (separe as cascas para ter um purê homogêneo.
Cozinhe a quinoa por 15 a 20 minutos com as 2 xíc. de água e reserve. Misture todos os ingredientes até formar uma massa homogênea. Se for necessário, para dar ponto adicione alguma farinha: de aveia, de coco, farinha de grão de bico, farinha de amaranto, fubá orgânico, farinha de amêndoa ou a que desejar. 
Em seguida unte as mão com o azeite, molde a mistura em formato de almôndegas e leve ao forno (eu untei a forma com manteiga ghee) pré-aquecido 200ºC - 220ºC por aproximadamente 20 a 25 minutos até dourar.

Para servir como molho com as almôndegas, faça a Maionese de Abacate, fica uma delícia e serve como petisco!

Maionese de Abacate

1 abacate pequeno maduro e gelado
2 col. de sopa de mostarde dijon
Suco de 1/2 a 1 limão
Noz moscada a gosto
Sal marinho
1/2 dente de alho picado e amassado
2 col. de sopa de azeite de oliva
Água se necessário para bater 

Bater tudo no liquidificador, corrigir os temperos e servir com as almôndegas, fica uma delícia!

Um agradecimento especial ao Nutrichef André Luiz pela gentileza de me autorizar a publicar a receita aqui para vocês! O André roda o estado todo ministrando este tipo de curso, se você se interessou chame as amigas, feche uma turma e entre em contato com ele. Quem sabe ele não vai para a sua cidade também?!

Testem em casa e uma dica que fiz aqui em casa e deu super certo, só digam que a maionese é de abacate depois que a visita provar e adorar! ;)

Beijos e até a próxima receitinha fit!

Às vésperas da epóca mais doce do ano e, a que me deixa enlouquecida com tantos sabores deliciosos de chocolates hehehe, inventei de ir à uma loja da Cacau Show mais próxima para garantir os mimos para a família e amigos...

Sem quase nenhuma expectativa e pronta para me contentar com ovos ao leite e no máximo tabletes com 85% de cacau, para minha surpresa (e alegria da minha páscoa!) encontrei opções de Zero Lactose, Zero Glúten, Diet mas nem tanto (que depois eu explico melhor) e opções mais saudáveis com muito cacau! É ou não é para morrer de felicidade e comer sem culpa minha gente?! :)

Porém, não é porque o chocolate tem índices menores de açúcar (mas ainda sim contendo outros tipos de adoçantes ou oleaginosas ricas em gorduras) e quantidades maiores de cacau que a gente pode mandar ver como se não houvesse amanhã, hein. Com bom senso, tudo é permitido!

Vamos ver então as opções que encontrei:

O trio abaixo são as novidades que prometem fazer sucesso nesta páscoa!

Dreams Zero Açúcar 400g

Ovo recheado com trufa sem adição de açúcar!

Nº 01 Zero Lactose e Zero Glúten 180g

Ovo de chocolate meio amargo sem lactose e sem glúten. Feito especialmente para mim! Amo chocolate meio amargo :)

Nº 02 Ovo Diet 180g 

Ovo de chocolate zero adição de açúcar e bombons recheados com amêndoas e avelãs também zero adição de açúcar. Cuidado, lembre do que falei antes: Zero açúcar não quer dizer sem adoçantes.

Ovo Intensidade 70% 200g

Ovo de chocolate amargo 70% cacau com tabletes de chocolate amargo 55%, 70% e 85% cacau. Outra opção especialmente feita para mim! ;)

Além dos ovos, a marca mantém suas trufas, bombons e barras lac free que também são ótimas opções de presentes! Acesse a loja virtual e delicie-se com as opções!

:*

Há cinco meses quando comecei minha reeducação alimentar, tinha muitas dúvidas e quase nenhum conhecimento sobre nutrição! Para mim, lactose, lactase e proteína do leite não passavam de inofensivos nomes de algum tipo de "nutriente" que havia no leite... Até aprender um pouco mais e conhecer várias pessoas que apresentavam alergia à proteína do leite ou intolerância à lactose... Com a minha restrição à lactose e algumas amigas-mães confusas por ver seus filhos apresentarem intolerância e alergia a estes tipos de enzimas (que cá entre nós está em tudo!), pedi para minha nutri um artigo dela onde ela explica de forma fácil e objetiva como funciona os processos de intolerância e alergia nestes casos.   

Com a palavra, a nutricionista Especialista em Nutrição Clínica Gabriela Ambrósio Zanoni:

"Com o aumento do consumo de produtos industrializados ricos em aditivos químicos houve consequentemente um avanço na prevalência de alergias alimentares. Muitos sinais e sintomas de desconforto são relacionados ao consumo do leite de vaca e seus derivados."

Vamos entender primeiro a diferença entre alergia e intolerância:

Na alergia ocorre uma reação do sistema imunológico contra as proteínas presentes no leite, ou seja, o organismo reconhece a proteína como um corpo estranho que precisa ser combatido desencadeando reações alérgicas e processo inflamatório.

A intolerância é caracterizada pela dificuldade do organismo em digerir a lactose, açúcar presente no leite, devido à deficiência ou falta da enzima lactase responsável por quebrar a lactose. A diarreia é um dos sintomas mais comuns, não havendo envolvimento do sistema imunológico.

O leite de vaca contém uma proteína chamada betalactoglobulina, que não existe no leite materno e é comprovadamente a mais alergênica principalmente por não termos enzimas que a digerem. As proteínas alergênicas provocam uma inflamação na mucosa intestinal causando alteração na permeabilidade. Com isso ocorre um aumento na absorção de macromoléculas e metais tóxicos. Além de favorecer a má absorção de nutrientes ocorre também uma diminuição na produção de substâncias como serotonina, hormônios e enzimas digestivas.

Algumas alterações relacionadas a alergia tardia ao leite e derivados: otite, dermatite, rinite, sinusite, bronquite asmática, amigdalite, obesidade, aumento da resistência à insulina, aumento na formação de muco, gastrite, enterocolite, esofagite, refluxo, obstipação intestinal, enxaqueca, fadigas inexplicáveis, artrite reumatoide, falta de concentração, hiperatividade, ansiedade e até mesmo depressão.

É importante entender que o processo alérgico tardio não se manifesta pela presença da substância alergênica e sim pelo consumo excessivo por um longo período concomitante ao baixo consumo de nutrientes essenciais favorecendo a ocorrência de manifestações alérgicas.

O segredo para a longevidade com qualidade de vida está em hábitos alimentares com menos produtos industrializados e aditivos químicos e o retorno ao consumo de alimentos mais saudáveis da forma que são apresentados pela natureza. Deve-se respeitar a individualidade bioquímica na qual cada pessoa reage de maneira diferente ao consumir o mesmo alimento".

E então, gostaram da explicação simples e descomplicada da nutri?!

Tem dúvidas ou sugestão de post nutricional? Deixe seu comentário abaixo ou escreva para contato@blog1855.com.br 

Acompanhe a Gabi nas redes sociais e conheça suas dicas sobre alimentação e vida saudável!

Nutricionista: Gabriela Ambrósio Zanoni
Fanpage: facebook.com/gabriela.nutricionista
Instagram: instagram.com/nutricionistagabriela

Eu disse que voltaria a falar no assunto e na evolução da minha Reeducação Alimentar e aqui estou eu! Será um post longo mas prometo que bem realista, sincero e explicativo.

Como falei neste post aqui e neste aqui, procurei acompanhamento com minha nutricionista quando me tornei vegetariana para repor as vitaminas da carne. Depois de vários exames, descobri que em pouco tempo poderia desenvolver diabetes e que em pouco tempo poderia ter problemas sérios de saúde uma vez que meu pâncreas trabalhava 140 vezes a mais que sua capacidade para produzir a insulina necessária para barrar tamanha quantidade de açúcar que eu ingeria... Açúcar este na sua maioria vindo de carboidratos refinados e não somente de doces.

Começamos então uma restrição de desintoxicação ao açúcar dos carboidratos refinados, ao açúcar do leite (a famosa lactose), doces (guloseimas e refrigerantes) e, de quebra, cortamos o glúten.

Para a perda de peso não tem nada melhor que zero açúcar e zero glúten mas o mais importante desta história toda é o aprendizado diário que temos com nosso corpo e saúde. Aprendi a combinar os diferentes tipos de nutrientes necessários para a saúde, variar os alimentos e iniciei uma jornada de alimentação saudável que nunca antes imaginaria que seria possível.

Sempre gostei muito de cozinhar e mais ainda de comer, mas alimentação saudável para mim era comer salada e só! Hoje como comida de verdade, uma refeição completa com legumes e verduras na sua maioria orgânicos livres de agrotóxicos (um veneno para nossa saúde!), não passo fome pois faço 8 refeições por dia para acelerar o metabolismo e às vésperas de completar meus 30 anos nunca me senti tão bem e saudável...

Que fique claro, a perda de peso é uma consequência e não o foco deste post, mas deixe-me explicar os últimos 6 anos de aumento e perda de peso...

Desde que eu me conheço por gente sempre pesei entre 49 e 52 kg... Era magra pra chuchu, odiava não ter muito corpo, com 20 anos lembro de me matricular por três meses em uma academia e frenquentar só um! Tinha uma alimentação saudável mas não a ponto de conhecer os alimentos glúten e lac free. Comia de tudo, como se não houvesse amanhã e como se a conta nunca fosse chegar. Tinha vinte e poucos anos, trabalhava de 10 a 12 horas por dia e tinha um metabolismo hiper acelerado! Mas um dia as coisas começaram a mudar e a verdade é que a gente não consegue saber quando a combinação vida sedentária x má alimentação deixou de dar certo...

Com 24 anos em 2009 pesava 56 kg, parei de fumar, deixei a carreira de RH na empresa e comecei a trabalhar em casa... Foi quando vi os números da balança aumentarem na medida que minha alimentação se tornava cada vez mais industrializada e cheia de fast foods. Eu me sentia bem com o corpo mas a saúde mostrava o contrário, glicose e colesterol sempre em observação, muito açúcar (lembre-se que falo também em refinados como massas, lazanhas, derivados de leite), frituras, refrigerante, e toda essa combinação junta em jantares cada vez mais calóricos e tardes.

Quando viemos morar na praia e nos casamos em 2011 eu já pesava 66 kg! Aquele peso todo me encomodava, as roupas diminuíam e eu não me reconhecia mais nas fotos, a saúde estava sempre em alerta fazendo exames periódicos para controlar a glicose, o colesterol e uma forte rinite que mais tarde fui descobrir que muito tem a ver com a ingestão exagerada da proteína do leite encontrada em tudo que é feito de leite ou que pode conter “traços de leite”: Requeijão, queijos, creme de leite, massas, bolachas... E mal eu sabia que o exame correto a ser feito era o de insulina e não só glicose para saber o quanto essa insulina estava sendo produzida para barrar essa glicose toda da minha corrente sangüinea...

De 2013 para 2014 começamos a adestrar nossos cães o que nos fez ter uma rotina de passeios diários com eles e neste período eu consegui perder 6 kg ficando então com 60 kg ao longo deste um ano, mas reparem que eu não mudei a alimentação nestes um ano. Continuava comendo a gordurama e açúcar de sempre e caminhava feito doida pelo menos 2 horas por dia por 3 vezes na semana. Ao final de cada passeio me sentia exausta e dava graças à Deus de ter acabado!

Em Agosto de 2014, há 5 meses atrás pesava então meus 60 kg e me achava super saudável, intercalava caminhadas e corridas com os cães 3 vezes por semana, surfava uma vez lá que outra, me alimentava mal pra caramba e foi aí que eu conheci a minha nutricionista amada que me mostrou que é possível ser mais saudável com atividade física de 3 a 5 vezes por semana (3 dias por semana a caminhada/corrida e 2 dias por semana o pilates que tem me ajudado muito na respiração, disposição, dores na coluna e postura) mas que o principal estava na alimentação e aí foi só alegria porque tudo o que eu não queria era ter que passar horas em academia, musculação, esteira... Olha, me chama pra qualquer coisa menos ter que correr em esteira. Please! Não que eu nunca faça caso precise mas enquanto puder evitar eu farei!

E então, desde Agosto de 2014 quando iniciei a R.A. e aprendi um pouco mais sobre nutrição, combinação de nutrientes, vitaminas e alimentação saudável, em 5 meses perdi 8 kg sem passar vontade (e quantas jacadas eu cometo!) ou fome e hoje, às vésperas dos meus 30 anos estou de volta aos meus antigos 52 kg, muito mais saudável, mais bem disposta que há 10 anos atrás, com a saúde ok, treinando sem aquele cansaço pós-treino que era habitual, com a alto estima lá em cima e pronta para mais trinta!

Mas toda a explicação aí acima foi para dizer que a alimentação saudável é fundamental e necessária para a boa saúde e boa forma, não tem jeito. E que pode sim, aliada a prática de atividade física 3x por semana ser a melhor combinação para saúde. É loucura gastar com anos de academia para perder peso e ao mesmo tempo continuar comendo só 3 ou 4x por dia, ter perda de energia, fazendo com que o metabolismo se arraste e  você tenha mais fome ainda descontando no carboidrato da janta por exemplo... Tendo que malhar e malhar para continuar deixando o peso controlado! Ou então tomar variações de sucos detox durante o dia todo achando que ele fará um verdadeiro milagre celular e comer torresmo com macarrão a carbonara no jantar, o que vai fazer você continuar com a saúde péssima mas ainda confiante em que milagres podem existir!

Lembre-se, não é pelo peso ou estética que estou aqui expondo algo tão particular mas sim querendo alertar quem me lê na busca por alimentação e vida saudável como um todo. A estética será uma consequência do processo todo. Li uma vez e acredito muito no ditado: “Faça do alimento sua medicina”, por isso quero dividir com vocês algumas das principais melhorias sentidas durante este processo de desintoxicação e alimentação saudável.

O que melhorou depois da R.A.:

- Desintoxicação alimentar: Não há mais aquela vontade descontrolada de doces, refrigerantes ou carboidratos;
- Variedade de alimentos;
- Aumento do paladar;
- Menos embalagens e mais cascas;
- Atividade física pelo menos 4x por semana;
- Maior fôlego e melhoria da respiração;
- Diminuição drástica da gordura corporal;
- Diminuição de medidas em geral;
- Maior ingestão de nutrientes indispensáveis para a reposição celular diária;
- Perda de peso;
- Diminuição de alergias como rinite e outras;
- Regularização do intestino e ciclo menstrual entre diversas outras coisas;

Ok mas então o que na verdade eu como? Comida de verdade! Arroz, feijão, peixe e frutos do mar, salada, legumes e frutas, pouquíssimos produtos industrializados como pães, bolos e biscoitos sempre glúten free e lac free, café com leite lac free muito de vez em quando dando preferência sempre para sucos naturais, muuuuitas frutas (pelo menos 4 porções ao dia), sucos integrais, muita água, receitas de preparos fit, de vez em quando um chocolatinho glúten e lac free hehehe e sempre dando preferência aos alimentos que ao menos não tenham glúten...

Já no 4º mês da Reeducação Alimentar consegui alcançar todos os resultados que desejava lá no comecinho e agora é só manter o que conquistamos e continuar com a alimentação cada vez mais saudável!

Mas eu ainda como, não com a mesma frequência diária de antes e sim muito de vez em quando, alimentos com glúten e açucar a noite. E por que não? Sou regrada durante dias a fio e um dia ou outro me permito mas porque sei que agora posso e se exagero, as consequências são sentidas horas depois e o mal estar dura dias... Acabei de passar por uma intoxicação alimentar das brabas no natal e ando bem reciosa porque a coisa foi bem séria. Quem já teve sabe do que estou falando, é uma sensação tão horrorosa de dias por causa de uma hora de comilança exagerada num estômago completamente desintoxicado e que hoje em dia já não me fazem mais feliz, bem pelo contrário, me faz um mal danado :(

Minha R.A. é baseada especificamente nos resultados dos meus exames, minha nutri elaborou um plano alimentar direcionado para as minhas necessidades e rotina, por isso meu conselho é: Antes de se matricular numa academia ou começar aquela aula milagrosa que promete perder mil calorias por minuto e continuar comendo errado, procure uma nutricionista qualificada, comece por indicações dos pacientes que você conheça. Comece procurando a saúde de dentro pra fora e alguém em que você possa confiar para lhe mostrar o caminho.

Não desista, vá atrás e lembre-se: Daqui há um ano você desejará ter começado hoje... Os resultados de uma vida mais saudável, cheia de disposição e mais feliz são recompesadores, mexa-se!

E eu aindo volto contando mais, com dicas e outras receitinhas fit!

Até o próximo :*

Ontem mostrei esta foto do meu lanche da tarde lá no insta (segue lá @re_fraga), um Bolo de Chocolate Fit sem glúten e sem lactose que é tão fácil de fazer que quis compartilhar aqui no blog também!

A receita é da minha nutri (o insta dela é @nutricionistagabriela cheio de dicas saudáveis!) porém a Gabi sugere que seja feito como Bolo de Caneca o que fica mais prático ainda, eu dei uma adaptada para fazê-lo assado no forno.

Receita:

- 1 ovo
- 3 colheres de sopa de Farelo de Aveia
- 1 colher de sopa Cacau em pó
- 1 colher de Óleo de Coco
- 1 colher de sopa rasa de Açúcar Mascavo
- 1 colher de sobremesa de Fermento em pó
- 1 colher de sopa de amêndoas em lascas (eu triturei no pilão)

Preparo: Misture todos os ingredientes em uma caneca e leve ao microondas (na caneca mesmo) em potência máxima por 2 minutos ou unte com óleo de coco duas forminhas de cupcake (neste caso rende duas porções) e leve ao forno pré-aquecido em temperatura média por 8 minutos.

Fica delicioso e você tem um lanche rápido, saudável e nutritivo em minutos!

Espero que gostem e que venham me contar o que acharam!

:*

Há dois meses do início da minha reeducação alimentar (tem post aqui, aqui e aqui sobre o assunto) é hora de testar novas receitas e experimentar novos sabores porque até do arroz com feijão necessários de todo o dia, a gente acaba enjoando!

Estes dias me deu uma vontade louca de driblar o jantar e comer um lache a noite! Pensei então numa torta salgada, nunca tinha feito nem quando não era vegetariana e aí pesquisando encontrei uma receita de Quiche de Espinafre com todos os ingredientes que tinha em casa, é facílima de fazer. Fica uma delícia, vou te dar aqui a opção com e sem lactose e você tem uma variedade enorme de recheios que pode utilizar.

Vamos a receita?

Para a Massa

1 xíc. de Farinha de Arroz
1/2 xíc. de Amido de Milho
1 ovo
1 col. de chá de sal
3 col. de sopa de manteiga gelada (eu usei a Becel) mas pode usar azeite ou testar com a manteiga Ghee
3 col. de sopa de água gelada

Preparo: Misture tudo com a mão, faça uma bola de massa e enrole em plástico filme. Leve à geladeira por 20 minutos.

Para o Recheio

1 molho de espinafre
2 ovos
200gr de Tofu Cream para uma versão sem lactose ou 1/2 ricota esfarelada com garfo
Sal e pimenta do reino a gosto

Preparo: Numa panela distribua as folhas de espinafre bem lavadas e deixe cozinhar/reduzir por completo, desligue a panela, pique o espinafre e com a panela já fria adicione o tofu ou a ricota esfarelada, sal, pimenta e ovos batidos. 

Depois de 20 min. de geladeira, abra a massa num refratário ou forma com fundo removível e leve ao forno pré-aquecido por mais 20 minutos. Ela vai assar mas ainda não vai dourar. Retire-a do forno, despeje o recheio e retorne ao forno para assar com o recheio. Ascenda o dourador por 15 minutos até dourar as pontinhas da massa e está pronta!

Para o recheio você pode utilizar abobrinha cortadas em rodelas, brocólis...

E até mesmo como este exemplo de cenoura ralada e couve. Deve ficar uma delícia também! Ainda não testei estes sabores, mas com certeza serão os próximos.

É isso então, espero que tenham gostado! Eu adorei a minha de espinafre e as próximas serão de legumes e sabor pizza com tomate, cebola e orégano... Hum!

Quem não é vegetariano pode testar fazer com frango desfiado temperado com orégano, camarão... Enfim!

Espero que tenham gostado das dicas e quem fizer volta aqui ou lá na página do blog e me diz como ficou, combinado?!

Até a próxima receitinha super saudável!

Vai receber os amigos no final de semana? Te dou aqui três sugestões de petiscos super saudáveis, rápidos e saborosos.

Mini Caprese

Uma versão mini da salada Caprese normal, porém mais light e que fica uma graça no tamanho mini.

Ingredientes:

- 20 tomatinhos cereja
- Queijo lac free (sem lactose) cortado em cubos
- Folhas pequenas de manjericão
- Azeite de Oliva
- Palitos para aperitivo

Preparo: Espete no palito os ingredientes nesta ordem: Folha de manjericão + meio tomate cereja + cubo de queijo + meio tomate cereja e está pronto! Impossível ser mais fácil que isso, não é mesmo?!

Chips de Batata 

Numa versão bem mais light sem fritura, troquei a batata inglesa por batata doce.

Ingredientes:

- 1 batata doce cortada em lâminas mais finas ou mais grossas (depende do gosto, dos dois modos fica ótimo)
- Azeite de oliva 

Preparo: Corte as lâminas de batata, aqui eu fiz com lâminas mais grossas mas podem ser feitas mais fininhas. Unte um forma com azeite de oliva e distribua as lâminas de forma que todas elas alcancem o fundo da forma e dore por inteiro. Coloque no forno pré-aquecido e vire-as conforme irão dourando de ambos os lados e estão prontas!

Casquitas

Pequenos pedaços crocantes de pão sírio assado, fica uma delícia!

Ingredientes:

- 3 pães sírio (desta vez usei a versão integral deste pão)
- Orégano
- Azeite de Oliva
- Pimenta do reino
- Sal a gosto

Preparo: Separe as duas camadas do pão e corte-as em forma triangular. Acomode os pedaços numa forma e regue-os com o azeite de oliva. Em seguida, polvilhe o orégano, pimenta do reino e sal a gosto. Leve para assar em forno médio pré_aquecido por cerca de 10 minutos. Não é necessário virar as casquitas, apenas deixar dourar um pouco e deixá-las crocantes.

Homus

Uma espécie de patê na versão vegetariana e light com origem árabe.

Ingredientes:

- 50 gr de grão de bico cozido
- 1 col. de sopa de Tahine
- Suco de meio limão verde 
- 1 Dente de alho
- 2 col. de azeite de oliva
- 2 col. de sopa de mostarda (na minha receita vai mas na original não!)
- Pimenta do reino a gosto
- Sal a gosto

Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador e deixe na geladeira até servir. Sirva como patê para as Casquitas e Chips de Batata se elas forem mais fininhas.

E aí estão três ideias vegetarianas, saudáveis e práticas de preparar.  

Quem testar as receitas, volta aqui e me conta se gostaram, ok?!

;)

Páginas

Subscrever Na Cozinha