Menu

Diário de Gravidez - Terceiro Trimestre

Se eu tivesse que resumir em uma palavra toda a minha gravidez, com certeza seria "Aventura".

Para quem acompanhou os diários do Primeiro e Segundo Trimestres percebeu que durante toda a gestação eu entrei e saí de períodos de repouso várias vezes.

Porém, mesmo precisando dar uma desacelerada de vez em quando, aproveitei muito esta que foi a aventura mais especial e inesquecível da minha vida, a de gerar outra vida!

Ao invés de ficar me lamentando das condições que me limitavam quando eu sentia que podia eu fazia! Quem me acompanha pelo instagram viu um pouquinho do que compartilhei aproveitando os finais de semana de sol e calor na praia, quando fizemos standup juntos na lagoa (que minha médica não leia isso!), quando viajamos, fizemos nosso chá de fraldas, passeamos bastante, fizemos algumas reformas em casa, pude preparar, decorar e organizar todo o quartinho e enxoval do jeitinho que queria para o meu pequeno, com 8 meses fizemos um ensaio do jeitinho que queríamos em casa para recordar com carinho do meu barrigão e o que mais me preocupava, consegui deixar o meu trabalho 100% ok para poder ter meses de dedicação total ao meu Bento.

Contudo, agora já na metade do nono mês com o bebê crescido e saudável as preocupações com o desenvolvimento dele dão lugar à coisas mais práticas como: Deixar a casa, a vida e a cabeça o mais organizada possível para a rotina dos primeiros dias e meses que deixará tudo de pernas pro ar!

Como uma boa geminiana que sou, me preparei para ter um plano A, B, C e se duvidar até um D em caso de emergência = à sono e cansaço excessivos... Geminianos são pessoas prevenidas e não pessimistas! Mas sabendo que isso não é nada fácil de se aplicar com os primeiros dias de um recém nascido em casa e pais (igualmente geminianos) de primeira viagem, por sugestão de outros casais de amigos que sofreram com essa adaptação inicial na rotina dos primeiros dias, resolvemos nos preparar para uma guerra! Não custa prevenir, o máximo que pode acontecer é a gente ser surpreendido em encarar a nova rotina com naturalidade e mais facilidade que o esperado.

O que fizemos nas últimas semanas para tornar as coisas mais fáceis no nosso dia-a-dia nestes primeiros dias do Bento em casa:

- Abastecer a dispensa com mantimentos não perecíveis, o bastante para não precisar pensar nisso tão cedo apenas reabastecendo semanalmente os mantimentos perecíveis;

- Produtos de limpeza e higiene, principalmente do bebê,  em grande quantidade para que não seja preciso repor estes itens durante as primeiras semanas;

- Refeições e preparações prontas congeladas para facilitar o dia-a-dia;

- Definir, na medida do possível lógico, ideias de refeições que posso "terceirizar" o preparo para o marido entre uma mamada e outra ou cuidados com o pequeno... Como a gente quase sempre durante os 10 anos juntos trabalhou home office, sempre tivemos o hábito de ter cardápio semanal e esse sistema de organização sempre foi super útil e uma mão na roda para quem não tem muito tempo à perder;

- Ter à mão os telefones de farmácias (para saber onde encontrar as primeiras medicações caso seja necessário e não perder tempo rodando entre uma e outra loja) e tele-entregas de comidas que sejam o mais saudáveis possíveis para aqueles dias de exaustão do casal aqui onde cada minutinho perdidos na cozinha podem ser minutos preciosos de sono;

- Tendo a ajuda de alguém em casa, definir as tarefas que devem ser feitas por ambos para que seja realmente uma ajuda e não vá atrapalhar ainda mais a rotina da casa... Quando falo nesta ajuda não falo do "pai ajudante", mas sim de uma terceira pessoa seja ela uma avó ou uma funcionária. Aliás, escrevi neste post aqui sobre isso. Vale a leitura;

- E por fim, ser sincera com as visitas que entrarem em contato sugerindo o melhor horário para visitar o bebê em casa. Óbviamente que as visitas são sempre bem-vindas, ainda mais se feitas no hospital onde os pais estão amparados pelo suporte hospitalar, porém além de fazer bem para o bebê também faz bem para os pais que estarão loucos para apresentar o novo membro da família aos amigos e familiares!

No mais, ao entrar no nono mês (36 semanas) desacelerei totalmente por recomendação da minha médica pois já estou com dilatação e contrações insistentes desde o oitavo mês. Agora, com tudo ok é hora de esperarmos o tempinho dele com toda calma, paciência e atenção que ele merece, curtindo cada minuto destes últimos dias de barrigão sentindo nosso menino aqui grudadinho em mim, sendo grata por todos esses meses de muita aprendizagem e amadurecimento com a melhor aventura e escolha da minha vida, a de ser mãe.

E esta descoberta de um tipo de amor inexplicável e maior do que tudo aquilo que um dia eu imaginei que pudesse sentir na vida e que faz tudo valer a pena? Ah, isso não tem preço! Por isso, com este post agradeço quem me acompanhou até aqui e me despeço com um até logo ou até breve pois vou dar prioridade total para este novo momento, onde eu quero poder dedicar o máximo de tempo para essa imersão de ocitocina e amor que me esperam!

Sem pressa, sem promessas de quando, eu volto para apresentar meu pequeno à vocês!

Até mais,

Beijos meu e do Ben.